4 de março de 2006

Portugal - um país de maravilhas

Portugueses,
está na altura do IRS - não se esqueçam. Não façamos como certos políticos que se "esquecem" de declarar os seus rendimentos (uma coisita sem importância). Claro que, em alguns casos isto até se vai compreendendo - é da idade que já vai avançada.
Bem, o que me traz por cá hoje é um POEMA AO SOCRATES - não, não é ao filósofo, é mesmo ao nosso Socrates. Pois bem, eu comecei por tentar uma Ode, uma obra-prima digna do chefão. Ficou um espanto. Claro que todo o projecto neste país necessita de um estudo de viabilidade. Então, contratei um grupo para me tratar disso. Depois de muito cavaquear sobre o assunto, o líder do grupo apresentou-me os resultados da análise do meu projecto. Concluiram que eu teria de cortar nos recursos expressivos porque com o IVA a 21% sairia caríssimo; a pontuação está ao preço do petróleo - melhor não usar; a maioria dos substantivos (principalmente nomes próprios) veriam os seus lucros retidos na fonte e eu nem seria reembolsada por nenhum dos adjectivos que usasse mesmo que a favor do governo. A contabilidade teria de ser organizada por um TOC para que o governo não saísse prejudicado numa unica sílaba. Claro que a minha "ode" depois de tantos cortes ficou igualzinha ao país - pobre, pobre. Os nossos ministros nem fazem ideia de como este problema do défice pode prejudicar umas linhas... Eis os destroços que ficaram por serem apenas palavras não sujeitas a IVA:
Sócrates, Sócrates
Portugal está assim...
Sem... Sem... Sem... Com a função publica...
A educação.... A saúde... A economia...
Claro que o Bill Gates...
Bem.. Não é que... mas...
A classe política...
Claro que os aumentos...
Ah! Os impostos... mentiras... blá, blá, blá...
Desculpem-me.
Eu tentei, mas não há fio por onde se lhe pegue.
Ass. - A mesma portuguesa em vias de perder o orgulho nacional

1 comentário:

Cristina Barrocas disse...

Se há coisa que não deves perder é o orgulho de seres assim: criativa e maravilhosa!
Está divinal o texto! Devia ser editorial de jornal diário!
Beijinhos.