3 de outubro de 2007

Sem título

Mesmo quando sabemos que o sol continua grandioso e os seus raios aquecem e iluminam, deixamos, por momentos, de o conseguir ver. É como se na verdade a luz desse lugar às trevas. A procura do nosso lugar ao sol passa a ser uma tarefa para a qual nos sentimos impotentes, porque é demasiado repentina a tempestade que surge, destrutiva a sua passagem e bastante difícil a restituição das coisas ao seu devido lugar. Mas estou certa de que a determinação, a esperança e o positivismo conduzirão o sol até à posição em que o seu brilho se possa, de novo, avistar.
A vida põe-nos, diariamente, à prova.

18 comentários:

Carreira disse...

Mas há dias em que as provas são de difícil transposição. Contudo, penso que são estas dificuldades que nos fortalecem quotidianamente.
Cumprimentos,
José Carreira

Cristina disse...

Querida amiga,
ainda que oculto pelas mais negras nuvens, o sol permanece lá e, tendo em conta essa determinação, essa esperança, essa crença e esse positivismo de que falas e que tanto te caracterizam, certamente logo logo surgirá e brilhará como nunca na tua vida!

Força e ânimo nas lutas diárias da vida!

Beijo muito grande.

Cristina disse...

Só passei para deixar um beijo grande de saudades...
Força!

Anónimo disse...

Olá,

Este teu último post fez-me ficar preocupado contigo. Tu és uma pessoa positiva, alegre e com uma esperança, nas coisas boas, que é capaz de motivar os mais descrentes, que os bons momentos que desejamos irão sempre acontecer.

Não sei o que te pôs neste momento mais "down", que todos nós temos, mas espero que passe depressa, porque como tu sabes bem...."Adoro ver o teu sorriso e adoro ver-te feliz"

Beijos.

DE-PROPOSITO disse...

porque é demasiado repentina a tempestade
---------
Valha-nos a esperança, ou a certeza, de que a seguir à tempestade vem a bonança.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

david santos disse...

A vida das pessoas que se preocupam com o bem de todos é assim.
Mas vem dias melhores, minha amiga, garanto.
Garanto, porque a vida também é assim: altos e baixos.
Devemos é procurar que ela nos reserve mais altos do que baixos, porque há pessoas, mesmo muitas, a quem os baixos não as largam. Por isso, temos que ir vivendo e ajudando, caso possamos, os que infelizmente só têm baixos.
Quero com isto dizer, aliás, sei que já tinhas entendido a minha conversa: que há sempre quem sofra mais que nós.
Parabéns e vai à procura da alegria e, quando a tiveres em teu poder, tenta mantê-la contigo o maior tempo possível, porque ela não fica sempre: vai e vem.
Abraços.

John Lemmos disse...

Olá
Na verdade a vida nos prega ,uitas partidas. Umas boas outras más.

**beijos**

alealb disse...

o importante é não esquecer que o sol, mesmo que demore, acaba por voltar e se mostrar tão forte e atraente!
beijos,
alê

Lisá disse...

Bom, finalmente cheguei cá. A Cristina fala muito de ti e, em determinada altura, falou-me de um post teu que tinha a ver com um professor que vos deu aulas (qualquer coisa assim). Pois bem, fui à procura e, quando vi tudo em inglês, assustei-me (já estás a ver como sou boa a inglês). Ainda nos rimos à conta disso e foi então que ela me disse que tinhas um em português. Et... voilá!
Parece-me que estás a passar por um daqueles momentos mais "escuros", mas não desanimes, pois não tarda nada, o sol voltará a brilhar e a prova será superada.
Beijinhos da amiga da tua amiga que agora é também tua amiga, sendo tu amiga da minha amiga.
Desculpa, já estou a parvalhar.
Fica bem.

Paulo Sempre disse...

Todos os dias somos postos à prova...
Paulo

Lisá disse...

Beijinhos e ânimo, AMIGA!

Anónimo disse...

Olá Jacinta,
por vezes a vida coloca obstáculos no nosso caminho para testar as nossas forças e sabes o que descobri desde o dia em que te conheci ... és mais forte do que alguma vez imaginaste.
Não deixes que uma núvem deixe a tua vida numa triste escuridão! Dá a volta por cima e deixa o sol entrar de novo no teu mundo.
Cristina e Sandra Miguel vão dando notícias, nem que seja para falar do professor António Branco (que saudades das suas aulas, nunca pensei que as cantigas de amigo conseguissem ser tão interessantes).
Lembram-se no nosso ano de estágio em que as Quartas à tarde eram dedicadas aos nossos lanches naquela maravilhosa pastelaria de Quarteira (que agora não recordo o nome),o que nós nos queixavamos da vida e no entanto agora quando olho para aquele ano recordo-o com tantas saudades. Que saudades dos nossos momentos mais sérios e dos de plena "parvalheira".
Com tudo isto não pensem que a minha vida agora não é tão interessante (tenho um emprego que gosto, viajo com alguma frequência - (Palma de Maiorca, Ibiza, Rio de Janeiro, Paris, Norte de Espanha),mas aquele ano foi a nossa entrada para o mundo do trabalho e com ele veio tudo de bom e de mau que isso acarreta.
Tudo de bom para todas e para ti Jacinta um força amiga muito especial.
Bjs
LA

Marlene Maravilha disse...

É verdade tudo isso e muito bem colocado, e eu acredito desta mesma maneíra. A determinacao, esperanca e positivismo aliado a grandeza de Deus, é por demais importante para ganhar as lutas!
beijos

Cristina disse...

Olá Amiga.
Passei para te rever. Não te revi num novo texto, mas reli este mesmo.
Levanta os olhos: tu és forte!

Tenho muitas saudades.

LA, gostei de te ver aqui também.
Dá notícias, ok?

Pari ti, Jacinta um beijo muito grande e que tenhas um dia feliz!

Jacinta Correia disse...

Amigos, não tenho deixado os meus posts habituais porque, principalmente, não tenho tido o tempo como meu aliado, mas dou sempre uma espreitadela aos coments e aos vossos blogues também e acho k já está na altura de vos deixa aki o meu MUITO OBRIGADA pelas vossas palavras de conforto. Sabe tão bem ter-vos por cá.
Hoje quero deixar um beijinho muito especial à minha amiga LA. Que bom que apareceste. Também tenho imensas saudades vossas e nunca me eskeço da tua presença na minha vida. Foi tudo fantástico.
Um beijo gd para todos!!!

Anónimo disse...

Olá Jacinta, por vezes posso parecer uma amiga desnaturada, pois nem sempre tenho tempo para deixar mensagens, telefonar ou enviar um e.mail, mas infelizmente a vida é uma tal correria que deixamos um pouco de lado a família e os amigos e acabamos por dedicar 98% da nossa atenção ao trabalho e os outros 2% a nós mesmos, sim porque por vezes precisamos de nos mimar caso contrário caimos em depressão.
Sei que não deveria ser assim pois a família e os amigos deveriam estar em primeiro plano... mas a vida é mesmo assim ... na grande maioria das vezes temos de dar prioridade ao trabalho, pois é ele que nos paga as contas!!!!
Apesar de não dar muitas notícias penso muitas vezes nos 5 anos que passei no Algarve e recordo muitas vezes com saudade os bons momentos... é com uma lágrima no canto do olho que revejo vezes sem conta as fotos daquele tempo!!!
Agora que descobri como funciona o teu blog prometo que irei deixar mensagens com mais frequência. Fico feliz por encontar aqui a "Barrocas" e a Sandra Miguel...
Beijos para todas!!! E tudo de bom...
LA

Cristina disse...

Um beijo apertado.
Iria saber-me muito bem ter-te perto com as tuas palavras smepre certas e oportunas.

Saudade.

LA, Há mto que n~~ao chamavam BARROCAS. LOL - Recebe um beijo enorme de saudade.

Å®t Øf £övë disse...

Jacinta,
Eu diria que é a determinação, a esperança, o positivismo, e... o tempo... o tempo resolve tudo.
Beijinhos.