22 de agosto de 2006

Rumo

Procuro-me na maré... como as ondas procuram na areia a paz.
Procuro-me no som das águas que me falam de ti... e o quadro que o sol pinta no final de um dia é uma dádiva.
Procuro-me no silêncio que, sem querer, revela o melhor de ti... e sei de mim.
Na agitação das ondas escondo-me para me encontrar depois na suavidade do momento.
E sei de mim, porque me reconheço tranquila, confiante e determinada a nunca abandonar o meu mar... E sei que, sempre que me perder, me posso encontrar aqui. ..porque este trilho é o que leva à minha alma, ao mais íntimo de mim, onde eu me procuro sempre que quero saber de mim. E estou tranquila... tenho o meu rumo.

2 comentários:

Palavras em Mim disse...

Fabulosa pintura que dava as tuas palavras...
Gostei muito!

Um Beijo Grande

Anaisa (Palavras)

Anónimo disse...

fiquei comovida com cada frase tua es uma mulher de coragem!!! obrigada por seres minha amiga um grande beijo xeio de saudades ass:teresa